O sucesso do trabalho parlamentar consiste em servir e perseverar.
Deputado Pr. Jefferson Campos

NEWSLETTER

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS

Racismo NÃO

Artigo cadastrado dia 28/11/2017
Deputado Jefferson Campos comenta o terrível fato de racismo que aconteceu há poucos dias direcionados à uma criança. E não admite que tal crime fique impune neste país

Gostaria de me dirigir hoje a esta tribuna com um tema mais ameno, mas não posso me calar diante de uma manifestação preconceituosa contra uma criança inocente, cuja vida foi totalmente transformada graças ao ato de amor de um casal de atores brasileiros.

 

Há alguns poucos anos a atriz  Giovanna Ewbank viajou para Malawi, na África, com o intuito de conhecer um trabalho de uma ONG norte americana que cuidava de crianças órfãs. Assim que chegou na instituição foi tomada de amor por uma garotinha de 2 anos de idade. Durante todo o período de sua viagem, as duas não se desgrudaram, foi então que tomou a decisão de adotá-la, totalmente apoiada por seu marido Bruno Gagliasso.

 

Lógico, ninguém é obrigado a entender a atitude dos dois, infelizmente ainda existem muitos ignorantes que discriminam pessoas não por falta de caráter, mas pela cor, pelo credo, mas uma coisa é lei neste país: todos são obrigados a respeitar os demais indivíduos independente de cor, raça, credo, peso, idade, opção sexual, condições financeiras. Graças a Deus preconceito é crime no Brasil!

 

Posto isso, quero comentar a atitude de uma senhora, muito possivelmente doente do caráter, que utilizou sua rede social para manifestar sua opinião nefasta a respeito de Titi, a sortuda criança adotada pelo casal de atores. Esta tal “socialite” Dayane Alcantara Couto de Andrade ou Day McCarthy, como gosta de se apresentar, foi extremamente rude e criminosa ao se dirigir ao casal com as seguintes palavras:

 

“Queria entender os falsos, os puxa sacos, que me criticam pela minha aparência, por não ter olhos azuis, cabelo liso e nariz bonito, fino, como a sociedade impõe esse tipo de beleza, mas ficam lá no instagram do Bruno Gagliasso elogiando aquela macaca, a menina é preta, tem cabelo horrível de bico de palha e tem um nariz de preto, horrível, e o povo fala que a menina é linda. Essas mesmas pessoas vêm no meu instagram criticar a minha aparência. Você só está puxando o saco porque é adotada por famosos. Filha não é. Como duas pessoas brancas, dos olhos claros vão ter uma filha preta, de cabelo de pico, com nariz de negro? Ai, povo ridículo hein?”

 

Ela ainda zombou da Lei brasileira ao dizer que como mora no Canadá nada se passará com ela.

 

Creio não ser eu o único que sente vergonha desta mulher. No Brasil há milhões de pessoas descendentes ou negros, que se sentiram ofendidos, não somente por esta atitude, como por diversas outras que acontecem no dia-a-dia. Portanto, creio que esta mulher precisa sofrer imediatamente as consequências de seu crime, não somente por Titi, a menina dos olhos felizes, mas por cada mulato, pardo, negro que mais uma vez foi obrigado a reviver o preconceito através das palavras toscas desta mulher indigna.

 

A atitude contra estas palavras precisam ser tomadas já, um país, cuja população é tão miscigenada não pode aceitar, de maneira alguma, que a maior parte de sua gente, que suou e sua muito para construir esta nação seja ofendida por tamanha ignorância.

 

Infelizmente, esta não foi a única ofensa preconceituosa contra a Titi, há um ano,  alguém postou  numa rede da atriz, palavras que diziam: "Você e seu marido até que combina, mas a criança que vocês adotaram não combinou muito, porque ela é pretinha e lugar de preto é na África" .

 

Vendo isso e diversas outras manifestações racistas, creio que precisamos endurecer mais ainda para banir o preconceito de nossa nação. Sabemos que já demos alguns passos em direção a isto, mas ainda falta uma longa jornada para mudar de vez a nossa história.

 

Com relação a tal Day, o lugar dela é na cadeia, pois já ofendeu publicamente outras pessoas com suas palavras degradantes, entre elas a filha de Roberto Justus e Ticiane Pinheiro. Gente assim não merece estar em sociedade e eu faço questão de ver uma retratação publica desta mulher!

 

 

* Artigo extraído de discurso apresentado na Câmara Federal.

 

 

Compartilhe via

OUTROS ARTIGOS

PARCEIROS DO DEPUTADO FEDERAL PR. JEFFERSON CAMPOS